fbpx

Telescópio consegue capturar como uma estrela é engolida pelo poder de um buraco negro

Ao ver a impressionante cena pensaram que se tratava da morte de uma estrela, mas especialistas descobriram a verdade. 🌎💫

Publicidade

Apesar das inúmeras investigações, o universo continua a manter uma miríade de mistérios e, sem dúvida, um dos mais preocupantes são os buracos negros, onde a gravidade é tão forte que nada pode escapar, nem mesmo luz

É precisamente porque captam a luz que se tornam invisíveis à visão humana. Durante anos pensou-se que as imagens que lideram este artigo se tratava da morte de uma estrela, mesmo que obtida com o telescópio do Observatório de Canarias em 2005, os quadros registraram uma explosão de luz emitida na galáxia Arp 299-B, 150 milhões de anos-luz do planeta Terra.

Publicidade

Depois de uma década, um grupo de pesquisadores descobriu a verdade: estas imagens mostravam na verdade um grande buraco negro com cerca de vinte milhões de massas solares engolindo uma estrela que tinha quase seis vezes a massa do nosso Sol.

Antes pensava-se que a explosão era o resultado da morte de uma estrela. Nosso radiotelescópio terrestre não teve nenhum problema em detectá-lo, graças às ondas de rádio desse sinal que eram muito poderosas. Com a captura, os cientistas têm informações muito importantes sobre o comportamento dos buracos negros no espaço e como eles interagem com os corpos celestes que estão ao seu redor.

As imagens têm sido de grande ajuda para localizar este buraco negro dentro da galáxia Arp 299-B e assim poder observar a fusão que está tendo com a galáxia adjacente Arp 299-A. Os pesquisadores dizem que quando duas galáxias se fundem, os buracos negros se combinam para criar o centro de uma nova galáxia

Publicidade

Representação do buraco negro da Via Láctea. De Stock: Ute Kraus

Há também aqueles que afirmam que há um buraco negro supermassivo no centro de cada galáxia. Até a Via Láctea tem um buraco negro de 4 milhões de massas solares, a cerca de 26 mil anos do Sistema Solar.

Mas nem todos os buracos negros são gigantescos colossos, com milhões de vezes a massa da nossa estrela o Sol.

A cultura popular sugere que esses buracos negros são como poços sem fundo que engolem tudo ao seu redor, mas teoricamente a Terra está segura. Acredita-se também que estas poderiam ser a causa da formação do Universo Primitivo, isto é, o primeiro estágio do Universo logo após o Big Bang.

No vídeo a seguir você pode ver imagens capturadas com o telescópio e a explicação ilustrada do que acontece quando um buraco negro engole uma estrela, confira:

Publicidade

Share