fbpx

Segundo cientistas, o Brasil já teria 17 mil casos de COVID-19

Publicidade

OS 5 TUBARÕES MAIS PERIGOSOS DO MUNDO!

Publicidade

Uma pesquisa da London School of Tropical Medicine, no Reino Unido, demonstra que o Brasil já deve ter mais de 17 mil casos de COVID-19,  que é muito além dos mais de 2.000 casos registrados oficialmente pelo Ministério da Saúde hoje.

OS 5 TUBARÕES MAIS PERIGOSOS DO MUNDO!

Segundo a pesquisa, a disparidade entre os resultados e os casos confirmados oficialmente ocorre porque somente as pessoas que se deslocam até os hospitais são testadas para a presença do vírus. Um modelo matemático da instituição aponta que apenas 11% dos casos reais de infecção são conhecidos pelas autoridades brasileiras.

O número baixo é consequência de diversos fatores, o primeiro é que cerca de 80% dos casos do novo coronavírus são praticamente assintomáticos ou com sintomas leves. Assim, muitas pessoas infectadas não vão até os hospitais. Essa é, inclusive, apontada como a ação correta segundo o Ministério da Saúde.

Mapa global de COVID-19 com dados do Bing

Mas, essa situação distorce as estatísticas oficiais da doença. Além disso, os testes não tem sido aplicados em todos os pacientes, mas apenas naqueles casos considerados mais graves.

Publicidade

Esse mesmo modelo matemático analisou a situação de diversos outros países que estão sofrendo com o surto do coronavírus. Como a Coreia do Sul e Alemanha que testaram intensivamente, ainda que os cidadãos estivessem assintomáticos, o que ocasionou índices de detecção muito melhores.

Os países, respectivamente, possuem conhecimento de 88% e 75% de todos os casos de COVID-19 dentro de suas fronteiras.

Todavia, há cenários mais complicados que o do Brasil, como o da Itália que está na pior fase da epidemia e conhece apenas 4,6% dos casos reais da doença segundo o modelo. Já a Espanha, que também vive uma situação muito grave, os casos conhecidos ficam em 5,3%.

Na França e Bélgica, são 9,2% e 12%, que são valores bem próximos do índice de conhecimento que o Brasil possui acerca da infecção.

Publicidade

Share