fbpx

O exemplo trágico da Filadélfia, em que um único evento público durante a Gripe Espanhola causou milhares de mortes

Publicidade

A forma como o mundo lidou com a pandemia de Gripe Espanhola em 1918-1920, tem servido de lição para os planos de combate da atual pandemia de COVID-19.

Entre 1918 a 1920, a pandemia matou ao menos 50 milhões de pessoas ao redor do mundo. No primeiro ano, as autoridades de saúde recomendavam o isolamento e outras medidas para retardar o avanço da doença. Para evitar a aglomeração de pessoas, os sanitaristas pediam que fossem evitados eventos que pudessem causar aglomeração de pessoas.

Publicidade

Mesmo com todas as recomendações, as autoridades da Filadélfia, no estado da Pensilvânia, decidiram manter um desfile pelas ruas da cidade, que possuía na época 1,7 milhão de habitantes.

A decisão produziu efeitos gigantescos e devastadores, a Filadélfia se tornou a cidade mais afetada pela gripe espanhola. em apenas 06 semanas após o evento público, 47 mil pessoas estavam doentes e 12 mil haviam perdido a vida.

Hoje é inevitável comparar as reações da Filadélfia com as da cidade de St. Louis, na última, as autoridades reagiram rapidamente a pandemia e cancelaram eventos públicos e implementaram medidas de distanciamento social.

Em St. Louis os mortos não passarem de 700 em um  mês, na Filadélfia eles somaram 10 mil. Essa comparação demonstra a importância de cancelar eventos e adotar o distanciamento social em tempos de pandemia.

Mas qual foi a razão do desfile?

Na época os EUA passavam por um grande momento de mobilização patriótica, pois a primeira guerra mundial se aproximava do fim. Em razão disso, cidades de todo o país organizaram desfiles militares para incentivar a população a apoiar financeiramente a guerra. Cada governo municipal precisava vender uma quota de títulos públicos emitidos pelo governo.

Comparecer nesses desfiles era uma obrigação patriótica, mas mesmo assim os especialistas demonstravam que a gripe havia passado dos campos de treinamento militar para a população civil e que um evento reunindo multidões poderia provocar o alastramento da doença.

Wilmen Krumer era o diretor de Saúde Pública da Filadélfia e embora fosse médico, não possuía nenhuma experiência com epidemiologia, seu cargo era ocupado por indicação política. Ele ignorou os riscos e chegou a afirmar que a doença era uma “gripe comum com outro nome”.

Ele garantiu a população que a doença seria contida rapidamente e que os casos iriam cair. Os jornais também ignoraram os alertas e apresentavam manchetes minimizando a pandemia.

Publicidade

Desse modo, o desfile foi realizado em 28 de setembro de 1918 e mesmo com o vírus já circulando pela cidade, 200 mil pessoas foram as ruas para acompanhar aquele que foi anunciado como o maior desfile da história da Filadélfia.

03 dias depois do evento já haviam 635 novos casos e em pouco tempo as pessoas eram enterradas em valas comuns

Três dias após o eventos haviam 635 noivos casos, com o aumento vertiginoso dos casos, em 03 de outubro o governo da cidade decidiu fechar escolas, cinemas, teatros e outros locais de aglomeração de pessoas. Mas já era muito tarde, o vírus já estava amplamente disseminado.

A imprensa ainda ignorava a pandemia, ele criticaram a medida e consideraram apenas uma temporada de gripe normal e afirmaram que fechar locais públicos só traria pânico.

Apenas dois dias após o desfile, já faltavam 31 leitos na cidade, a maioria dos médicos e enfermeiros haviam sido enviados para a Europa por causa da guerra. O sistema hospitalar estava sem capacidade para enfrentar a pandemia. O governo convocou 03 mil freiras e seminaristas para ajudar em hospitais improvisado.

O número de mortos cresceu rapidamente e faltava caixões, muitos começaram a ser enterrados em valas comuns. Carroças circulavam pela cidade recolhendo cadáveres e 16 mil morreram em apenas 06 meses.

A Filadélfia enfrentava problemas como péssimas condições para os moradores de baixa renda, imigrantes e negros que moravam em locais superlotados e sem higiene. Mas os especialistas afiram que a demora em colocar em vigor as medidas de distanciamento social teve consequências ainda mais fatais.

Em St. Louis que o comissário resistiu a pressão de empresários e comerciantes e assim que os primeiros casos surgiram cancelou o desfile programado e ordenou o fechamento de estabelecimentos, ele impediu que a doença se alastrasse. O número de mortos foi muito inferior, eles reduziram a velocidade de disseminação.

Cálculos apontam que a gripe espanhola infectou 500 milhões de pessoas ao redor do mundo, um terço da população mundial da época. Nos EUA foram 675 mil mortos.

BBC

Publicidade

Share