fbpx

O ancestral de todos os animais modernos é encontrado na Austrália

Publicidade

A Ikaria Wariootia, era um animal semelhante a um verme que viveu há 555 milhões de anos e foi o primeiro organismo com dois lados simétricos, frente e verso e aberturas na extremidade ligadas a um intestino.

A equipe de cientistas responsáveis pelo feito, foram geólogos, da Universidade da Califórnia em Riverside, eles descobriram o primeiro ancestral da árvore genealógica que contém os animais que existe atualmente, inclusive os seres humanos.

Publicidade

Essa criatura minúscula se parecia com um verme e foi batizada de Ikaria Wariootia, também é o primeiro bilateriano, ou seja, organismo com frente e verso, dois lados simétricos e aberturas nas extremidades ligadas por um intestino.

O artigo foi publicada esta semana na “Proceddings of the National Academy os Scienses” (PNAS)

É importante esclarecer que embora os primeiros organismos multicelulares sejam as esponjas e tapetes de algas, estes organismos possuíam forma variável e não estão diretamente relacionados aos animais de hoje. Pois não possuem características básicas dos animais atuais.

Os estudos apontam que  o desenvolvimento da simetria bilateral foi um gigantesco passo na evolução dos animais. Pois deu aos organismos a capacidade de se mover propositadamente e de uma maneira comum.

Além disso, os biólogos evolucionistas que estudavam a genética dos animais modernos já haviam previsto que o ancestral mais antigo dos bilaterianos seria simples e pequeno. Mas identificar restos fossilizados desse animal era considerado muito difícil.

Publicidade

Tanto que eles trabalharam nisso por mais de 15 anos, a partir de tocas fossilizadas encontradas em depósitos do período Ediacarano de 555 milhões de anos atrás, em Nilpnea (Austrália). Mas encontrar o animal responsável por isso se tornou ainda mais difícil, o que acabou se tornando quase uma especulação.

Mas alguns cientistas da pesquisa, com o apoio financeiro de uma bolsa de exobiologia da NASA, utilizaram um scanner tridimensional para fazer varreduras em #D, foi assim que encontraram uma fora regular e cilíndrica com cabeça e caudas distintas

O nome Ikaria Wariootia foi escolhido porque ikara significa “local de origem” na língua adnyamathanha, o nome warioota é o nome de um riacho localizado próximo ao local onde o fóssil foi encontrado.

Os cientistas ressaltaram que o fóssil é o mais antigo que eles localizaram com um organismo tão complexo, por isso eles foram declarados como os primeiros bilaterianos que eles procuravam há 15 anos. E apesar da forma simples, esses animais era os mais complexos da época em que viveram.

A descoberta representa um grande passo  para os biólogos evolucionistas.

Publicidade

Share