fbpx

Mãe deixou um pitbull de 50 quilos dormir no berço de sua bebê, as imagens gravadas ganham os jornais

Publicidade

O medo é um sentimento que se se deixarmos que nos invada, pode ser bastante cansativo, a ponto de nos manter sempre preocupados, especialmente quando não se limitam a nós mesmos, mas sim por aqueles que amamos, principalmente as crianças.

Adalynn Leary para sua família, sabe perfeitamente o que é sentir medo após um terremoto de magnitude 7,0 que ocorreu no Alasca. Dormir sozinha causou um enorme pânico e sua família mais do que já sabe que força-la a dormir sozinha durante a noite não resolveria nada.

Publicidade

Felizmente, eles encontraram um jeito de Ady superar seu medo e não era nada mais nada menos do que com a ajuda de seu pit bull e companheiro, Fury.

Publicidade

Depois de um terremoto devastador que atingiu o Alasca, a família se sentiu muito feliz por ter uma segunda chance de escapar ilesos de uma tragédia tão terrível.

No entanto, depois do que aconteceu, Ady desenvolveu ansiedade e crises de pânico, dormir só já era uma pesadelo enorme, ela precisava de alguém para dormir ao seu lado para se sentir segura e essa segurança veio na forma de um pitbull, o melhor amigo e guardião da família.

Kyle decidiu instalar uma câmera no quarto de sua filha para vigiá-la durante a noite e o que ela gravou foi algo inesperado e muito especial.

Na gravação você pode ver Ady colocando Fury em sua cama e cobrindo-o com um cobertor para que ele não sinta frio. A filmagem foi compartilhada e viralizou rapidamente nas redes sociais./strong>

Internautas reagiram instantaneamente com as imagens, mas é claro, também houve quem estivesse insatisfeito com um cachorro de 50 quilos dormido com uma criança.

Por sua vez Kyle, não mudou de ideia e argumenta que Fury nunca machucaria sua filha, porque ele também faz parte da família e assim como ela, é tratado como um filho ♥

Além disso, ela fez questão de argumentar com a seguinte frase:

“Se você educá-los com amor, eles só demonstrarão amor”.

Em seguida, vamos mostrar-lhe o belo vídeo de Ady e Fury:

Devemos parar de classificar os cães como perigosos ou agressivos, os únicos perigosos são os seres humanos que não lhes dão o tratamento e o respeito que merecem, eles viverão de acordo com a educação que recebem de seu dono.

O que você acha da solução que Ady encontrou?

Fonte: newsner

Publicidade

Share
Fique Sabendo

Admirador do universo e curioso por natureza :-)