Gato desafiadoramente se recusa a desistir dos lençóis e ter de acordar

0 960
Publicidade

Sabe-se que todas as brincadeiras felinas têm uma importância muito grande no desenvolvimento do gato, pois todo este aprendizado poderá ser usado em sua vida adulta. Eles são animais com forte instinto de caça. Na natureza, são predadores solitários, que precisam buscar, farejar, espreitar e abater a presa para poderem se alimentar e sobreviver. Toda essa “estratégia” demanda habilidades como a capacidade de se moverem em silêncio, a discrição e a concentração com que observam uma presa potencial, o bote certeiro.

Publicidade

Publicidade

Então, estimular o filhote e brincar se torna algo imprescindível; além da brincadeira ser divertida para ele, acaba sendo para nós também!

Se houver um outro gatinho em casa, para dividir as atividades lúdicas, os frutos colhidos serão ainda melhores. Se o gato for “filho único”, deixe alguns brinquedos disponíveis, para que sua vida, na sua ausência, fique mais animada.

Certamente, estas brincadeiras não terão o mesmo prazer para o gato, mas, mesmo sem você ou um(a) companheiro(a) da mesma espécie, ele terá algumas opções para se distrair.

Essas medidas são importantes especialmente para que o filhote de gato cresça percebendo quais comportamentos têm consequências boas (interação e brincadeiras) e não seja reforçado a pular ou arranhar pessoas. 

E a gatinha Mizzy é geralmente uma gata bem quietinha, mas por alguma razão ela fica um pouco louca quando chega a hora de fazer a cama. Talvez ela simplesmente odeie desistir de uma posição tão confortável. Confira: