fbpx

Fungo que pode “comer” o plástico é descoberto no Paquistão e seria a solução para a limpeza nos oceanos

Publicidade

Um fungo capaz de “comer” o plástico foi descoberto no Paquistão. E esta descoberta incrível poderia resolver o crescente e preocupante problema dos plástico nos oceanos pelo mundo. Para tal, este fungo pode cortar a vida útil do plástico de até 1000 anos, para apenas algumas semanas.

Publicidade

Este é um dos maiores problemas ambientais que enfrentamos atualmente (O plástico).

Em 1950, a população mundial de 2,5 bilhões produziu cerca de 1,5 milhão de toneladas de plástico; já em 2016, com uma população global de mais de 7 bilhões de pessoas, fora produzida mais de 320 milhões de toneladas de plástico. E isso dobrará até 2034.

Todos os dias, aproximadamente 8 milhões de peças de plástico contaminam nossos oceanos.

Pode haver agora cerca de 5,25 trilhões de peças macro e microplásticas flutuando no oceano aberto. Pesando até 269.000 toneladas.

Atualmente se leva de uma década até 1000 anos para que os plásticos se degradem adequadamente.

Publicidade

O Cue Aspergillus tubingensis, um fungo que foi mostrado em um estudo recente, consegue quebrar as ligações químicas existentes no plástico. Em experimentos de laboratório, os pesquisadores descobriram que esse fungo único tem a capacidade de se alimentar de plástico. Os experimentos foram publicados pela Environmental Pollution, via ScienceDirect.

Eles descobriram que quando o fungo é introduzido no poliéster poliuretano plástico, o micélio causou degradação e cicatrização do mesmo.

O estudo do Paquistão mostrou que os fungos podem ser “desenvolvidos e utilizados como uma ferramenta necessária para enfrentar o crescente problema ambiental dos resíduos plásticos”. Eles também têm a capacidade de se alimentar de poluentes como petróleo, produtos químicos tóxicos e até mesmo resíduos radioativos.

É realmente uma luz no fim do túnel.

[ScienceDirect]

Publicidade

Share