Astrobiólogo mostra como fica sua comida abaixo de – 70°C e o resultado é surpreendente

0 1.885
Publicidade

Cyprien Verseux é um glaciologista e astrobiólogo que trabalha na Estação Científica Concordia, na Antártida. Quando não está ocupado coletando amostras e fazendo pesquisas sobre o clima no passado, Cyprien mantém um blog para compartilhar sua experiência de viver neste ambiente extremo. As dificuldades de fazer algumas coisas que todos nós não temos coragem, fazem uma leitura fascinante.

Publicidade

A ideia de Cyprien é alertar o mundo sobre o que é estar no frio de verdade. Cyprien e um pequeno grupo de cientistas vão até as profundezas de um inverno na Antártida, onde até bactérias não podem sobreviver. A falta de oxigênio e a paisagem árida do deserto fazem os cientistas sentirem que estão vivendo em outro planeta.

Por diversão, Cyprien decidiu ir para o lado de fora e fazer um “cozimento”, tirando fotos de diferentes tipos de alimentos no congelamento. Claro, foi apenas um jogo, mas as imagens que desafiam a gravidade ilustram vividamente a intensidade absoluta do frio lá na Antártida.

 “Ficamos sem comida fresca no início do inverno (já que não temos reabastecimento do começo de fevereiro até o começo de novembro), então comemos principalmente alimentos congelados: dado que as temperaturas nunca estão positivas, apenas armazenamos em recipientes externos.”

Confira a seguir o resultado surpreendente das comidas abaixo de -70°C:

5. Esse queijo não derreteu por muito tempo

Publicidade

4. O macarrão acompanha um garfo

3. Pão com mel não funciona por aqui

2. Não da nem tempo dos ovos caírem na panela

1. Que tal um pão com nutella?

Esse é o autor das imagens:

Cyprian não tira fotos apenas de comidas, mas também fotos incríveis de vários pontos da Antártida

[ADME]