6 pontos turísticos populares que o mundo perdeu nos últimos 5 anos

Publicidade

Apenas alguns dias atrás, um incêndio grande tomou conta da pérola da arquitetura gótica, a Notre-Dame de Paris. As imagens da catedral em chamas se espalharam em apenas alguns instantes, fazendo o mundo inteiro estremecer e sussurrar palavras de solidariedade à França. Notre-Dame viveu guerras e revoluções, mas não conseguimos mantê-la seguro no século XXI. É triste, mas continuamos perdendo os lindos lugares que amamos, apesar de termos tudo para protegê-los. Queremos lembrar os belos pontos turísticos arquitetônicos e naturais que perdemos nos últimos cinco anos, na esperança de que todos nós possamos fazer algo para impedir isso.

1. Notre-Dame de Paris, Paris, França

Publicidade

O incêndio em Notre-Dame de Paris chocou o mundo inteiro e se tornou quase uma tragédia pessoal para todo cidadão francês. Uma obra-prima da arquitetura gótica francesa sofreu um grande incêndio em 15 de abril de 2019. De acordo com os investigadores da polícia, o incêndio começou no centro do teto da catedral. As causas da tragédia ainda estão sendo investigadas. Uma das teorias sugere que o incêndio pode estar relacionado com o trabalho de construção que estava ocorrendo na catedral no momento do desastre.

Ao longo dos oito séculos da sua história, Notre-Dame serviu como um centro religioso, cultural e educacional para a França e o mundo inteiro e inspirou os artistas mais proeminentes. Ela sobreviveu a várias guerras, conflitos políticos e religiosos, e é terrivelmente triste não podermos cuidar dela no século XXI.

2. Praia de Legzira, Sidi Ifni, Marrocos

Um par de belas arcadas na praia de Legzira tem sido um marco e um dos símbolos do Marrocos, até que uma delas desmoronou em setembro de 2016. Uma pilha de entulho na costa foi a única coisa que restou da maravilha natural que atraiu milhares de turistas para a praia. Algumas pessoas culparam as autoridades locais pelo colapso do arco.

Poucos meses antes da tragédia, as pessoas notaram rachaduras e pequenas pedras caindo do arco, então previram que cairia mais cedo ou mais tarde. Os moradores locais acreditam que as autoridades poderiam ter escorado o arco para protegê-lo.

3. Templo de Bel, Palmira, Síria

O principal templo de Palmira foi destruído em 2015, durante a guerra na Síria. Foi um dos edifícios religiosos mais importantes do século I d.C. e do mundo antigo em geral. O que resta dele agora é um par de colunas em meio a ruínas .

A cidade de Palmira, um Patrimônio Mundial da Unesco, incluía ruínas monumentais da antiga cidade, artes e arquitetura que datam dos séculos I e II, e a integração das técnicas greco-romanas com as tradições locais. Também tinha mais de mil colunas, um aqueduto romano e uma necrópole com mais de 500 túmulos. Infelizmente, muitos tesouros dessa cidade antiga sofreram durante o conflito na Síria.

Publicidade

4. Parque Nacional de Joshua Tree, Califórnia, EUA

O Parque Nacional de Joshua Tree é um lugar maravilhoso que se orgulha de seus ecossistemas de deserto únicos, com características geológicas surreais e uma grande variedade das plantas mais incomuns. Em janeiro de 2019, o parque ficou aberto ao público durante a paralisação do governo por 35 dias. A supervisão dos guardas foi consideravelmente reduzida durante esses dias e o parque sofreu com um terrível vandalismo.

As pessoas cortaram as árvores, começaram os incêndios, danificaram as trilhas e deixaram grafites nesses lugares incríveis. Um dos ex-superintendentes do parque disse que o parque pode levar de 200 a 300 anos para se recuperar dos danos causados em apenas algumas semanas.

5. Lago Mackenzie, Tasmânia, Austrália

Em janeiro e fevereiro de 2016, a Tasmânia sofreu severos incêndios florestais que afetaram um dos lagos mais pitorescos da região, o Lago Mackenzie. Os incêndios também destruíram plantas únicas, algumas das quais, como os antigos pinheiros, não têm chances de se regenerar .

Tudo somado, o fogo queimou 20 mil hectares de deserto da Tasmânia. Mesmo agora, anos após o desastre, as plantas estão começando a mostrar sinais de recuperação, levará muito tempo até que possamos ver este lugar verde e vivo novamente.

6. Brimham Rocks, North Yorkshire, Inglaterra

Não é um segredo que o turismo arruína pontos turísticos, mas ainda parece inacreditável quando as pessoas destroem 320 milhões de anos de história em apenas alguns segundos . Em junho de 2018, crianças derrubaram uma das rochas equilibradas em Brimham Rocks, e a pedra se partiu em pedaços.

Estas rochas equilibradas de formas estranhas foram formadas pelo vento e pelo gelo ao longo de milhões de anos, mas por alguma razão as pessoas acharam apropriado arruinar essa beleza e pedaço da história. Além de fisicamente arruinar o tesouro natural, elas também esculpiram seus nomes nessas pedras que apareceram antes dos primeiros dinossauros andarem pela terra.

O que você acha do dano que causamos à nossa herança? Você acha que existe uma maneira de impedir isso e fazer as pessoas estimarem nossos tesouros?

Publicidade

Share
Fique Sabendo

Admirador do universo e curioso por natureza :-)