fbpx

13 fatos inacreditáveis sobre a Capela Sistina que você provavelmente não sabia

Publicidade

OS 5 TUBARÕES MAIS PERIGOSOS DO MUNDO!

Publicidade

Os lugares históricos costumam receber muita atenção, principalmente dos turistas. Mas por vezes eles escondem fatos alucinantes e que não são conhecidos do grande público. Fizemos aqui uma compilação de fatos sobre a Capela Sistina, localizada no Vaticano, o que pode fazer com que você queira arrumar as malas o mais rápido possível.Este lugar é único e rodeado de história, leia para desfrutar dessa experiência apaixonante pelo passado do lugar.

13. Todas as pinturas foram concluídas em menos de 05 anos

 

Sim, é isso mesmo, as pinturas impressionantes do local foram concluídas em menos de 05 anos, com algumas das melhores peças já produzidas do hiperrealismo. É realmente necessário pensar na natureza única das obras e nas habilidades dos artistas envolvidos.

OS 5 TUBARÕES MAIS PERIGOSOS DO MUNDO!

12. O lugar onde o papa é eleito

 

A capela sistina é uma capela no Palácio Apostólico da cidade do Vaticano. É a residência oficial do papa e é extremamente importante historicamente, pois é o local onde o papa é eleito. É sempre bom lembrar que além de ser o líder supremo da Igreja Católica, o papa é também de certa forma, um chefe de Estado.

11. Michelangelo trabalhou em pé e com a cabeça erguida em todo o processo de pintura

 

Michelangelo e sua equipe, projetaram um andaime para facilitar a pintura do teto, o mais interessante é que ele ficou de pé e não deitado de costas enquanto pintava. Ele levou quase quatro anos para concluir o projeto e as horas gastas com o pescoço esticado para cima causaram-lhe um forte impacto físico e emocional. Tudo por amor a arte.

10. Michelangelo tinha ajudantes

 

Como dito acima, o pintor trabalhou na obra junto com sua equipe. Assim, embora muitos afirmem que ele trabalhava sozinho, ele tinha pelo menos três ajudantes que desenharam os esboços de meninos e meninas que compõem parte da obra.

9. Significados ocultos

 

Os murais criados pelo pintor renascentista possuem alguns significados ocultos. Ele escondeu um código secreto nos afrescos da Capela Sistina, composto de símbolos judaicos místicos. O que já deu origem a diversas teorias da conspiração inclusive e inspirou várias obras.

8. A técnica affresco

 

A técnica conhecida como affresco foi usada para pintar os murais, bem, provavelmente você já ouviu falar disso. Mas vamos explicar como essa técnica funciona, o método era cobrir o teto com tanto gesso quanto planejado para cobrir com pinturas em um dia. Isso garantia que as pinturas durassem o suficiente.

Publicidade

7. As três etapas de criação do mural

 

Os murais foram criados em três etapas, a primeira termina com o sacrifício de Noé e a segunda com a criação de Eva. O andaime foi removido durante a última etapa e Michelangelo teve a chance de ver as figuras de baixo. Ele os achou muito pequenos e, portanto, decidiu desenhar figuras maiores no terceiro estágio.O pintor percebeu que ele criou um segmento que a pintura era menor e visualmente não muito clara, então ele criou a próxima camada maior. É assim que você percebe a diferença nos tamanhos.

6. Substituições e representações estranhas

 

Havia imagens que foram destruídas pelo próprio artista para dar lugar às necessárias. Já em outros pontos, a representação é diferente das teorias e mitologias reais. Como no caso de Adão e Eva, em vez de uma maçã, é vista uma figueira. Teria um duplo significado?

5. Nenhum mural de Jesus adulto

 

Jesus não chegou a ser retratado como adulto em nenhum dos murais. A provável razão deve ser que o artista apenas desenhou cenas do antigo testamento, onde a criação de Jesus não é dada.

4. Primeira figura de Deus em movimento

 

É aqui que a primeira figura de Deus em movimento é vista. Antes disso, Deus nunca havia sido desenhado ou ilustrado, o que o tornou bastante único e incomum.

3. O procedimento de nascimento é mostrado

 

O procedimento do parto é mostrado de tal maneira que parece extremamente bonito. Os detalhes são únicos e certamente chamam a atenção.

2. As imagens de Deus foram pintadas por último

 

O artista pintou as figuras de Deus por último, porque ele queria ser proficiente o suficiente para fazê-lo.

1. Jesus foi desenhado sem barba no dia do julgamento

 

Jess, o salvador, foi desenhando sem barba no mural que retrata o dia do julgamento. Este não foi um retrato fácil, pois aquele foi o momento em que as interpretações foram feitas.Bem, de fato esse lugar carrega uma importância histórica e cultural imensa.

Via: The Popple (adaptado)

Publicidade

Share