Provavelmente você pratica estas 12 superstições e nem deve saber o porquê

0 725

Publicidade

Você conhece alguma superstição? Acreditas nelas, ou na dúvida prefere não contrariá-las?

Publicidade

Mesmo que a grande maioria nem ao menos faça algum tipo de sentido, varias gerações as evitam com medo do famoso azar. Mas será mesmo que dão? Veja agora 12 superstições bem populares e suas explicações. Confira:

12. Deixar o chinelo virado, pode matar sua mãe:

Tudo indica que esta crença popular tenha se distorcido ao longo do tempo, e venha da época em que as ruas eram de barro, e as mães enceravam as casas, tudo indica que na verdade seria matar sua mãe de tanto trabalhar.

11. Se a palma da mão coçar, é dinheiro que irá chegar:

Não há nada comprovado, mas o mais possível é que este ditado seja devido a sua mão direita normalmente ter mais contato com o dinheiro, e como já sabemos o  dinheiro é algo muito sujo, e já foi mais sujo ainda no passado. Por isso ele poderia provocar alergias e assim coceiras. Então sua mão pode estar coçando por causa do dinheiro, e não por que você receberá dinheiro.

10. Para afastar coisas ruins, bata 3 vezes na madeira que você estará protegido!

Tudo indica que este velho hábito começou quando os antigos repararam que os raios caiam normalmente em cima das arvores, e assim assimilaram a ideia que elas eram moradia dos Deuses, então toda vez que se sentiam culpados de algo, eles batiam na arvore (madeira), para pedir perdão.

9. A pimenta afastará a inveja e o mau olhado.

Não encontramos nada oficial sobre esta crença, mas conseguimos imaginar que tenha algo haver com seu sabor nada agradável, e sua cor vermelha super atraente. Então ao olhar para ela você pode até querer come-la, mas a consequência não será nada agradável, provavelmente elas eram plantadas nos arredores para afastar animais e ladrões que procuravam comida.

8. Pular as 7 ondas no ano novo invoca o poderes dos orixás trazendo força para vencer os obstáculos do ano que está por vir.

Este costume vem de religiões africanas, que acredita-se que você invoca de Iemanjá boas energias.

7. Cruzar com algum gato preto, é azar na certa!

Essa crença surgiu na idade média quando acreditavam que devido a sua cor e a seus hábitos noturnos, os gatos pretos tinham ligação com o capiroto, e até mesmo a igreja incluiu os gatos pretos em sua lista de perseguidos pela inquisição. E dai em diante as pessoas só vem repetindo isso.

6. Cortar o cabelo de acordo com as fases da lua

A lua realmente influencia as marés entre tantas outras coisas em nosso planeta, porém acredite, ela não tem influencia nenhuma sobre seus cabelos, e sim somente sobre massas extensas como os oceanos, a origem é que na agricultura antigas os povos organizavam suas colheitas pelas fazes da lua, e não demorou muito para eles acharem que isso influenciava nos cabelos.

5. Apontar o dedo para as estrelas, nasce verrugas nas mãos

As crianças Judaicas tinham como costume apontar para o céu durante as sextas-feiras a procura da estrela D’alva, quem conseguisse achar primeiro ganharia a admiração dos mais velhos, porém mais para frente esse gesto virou denunciador da condição Judaica, e para que seus filhos não apontassem mais para o céu as mães assustavam as crianças dizendo que eles ficariam com uma verruga enorme no dedo.

4. Quebrar um espelho, dá 7 anos de azar

Há dois motivos para o surgimento dessa crença, o primeiro é que na Grécia antiga, as pessoas viam sua sorte em um copo raso ou tigela com água, se durante a sessão a tigela caísse isso queria dizer que você iria morrer. O outro motivo é devido ao custo dos espelhos, que era muito caro, e em Veneza os patrões informavam os serviçais que se o espelho quebrasse ele teria muito azar.

3.  Se você derrubar sal sem querer, para que se evite o azar do sal, pegue um pouco do sal derramado e jogue acima do ombro esquerdo.

Não se sabe exatamente como esta crença surgiu, porém ela esta atrelada a supervalorização do sal como tempero, na Roma  antiga, os soldados recebiam porções de sal chamadas “Salarium” dinheiro em forma de sal, e é dai que vem a nossa amada palavra salário.

2. O trevo de quatro folhas, é sinal de sorte e deixa qualquer pessoa imune ao azar

Simplesmente porque os trevos tem apenas 3 folhas, mas alguns devido a uma anomalia desenvolve uma folha extra, então você encontrar um trevo com 4 folhas é algo muito difícil, e você precisará ter sorte!

1. Quem brinca com fogo, faz xixi na cama

O ditado correto seria: “Quem brinca com fogo amanhece queimado”, agora quando ele teve esta variante não sabemos lhe dizer, mas provavelmente era algo que os pais utilizavam para assustar as crianças.

Publicidade