Esta falsa cidade foi construída durante a II Guerra Mundial para ocultar um grande segredo militar por baixo dela

0 548

Publicidade

Durante a Segunda Guerra Mundial, um bombardeiro B-17 custava um pouco mais de US $ 200.000 para ser produzido. Isso é cerca de US $ 3,4 milhões na economia atual. E, como o Exército dos EUA encomendou milhares desses aviões, eles queriam tomar todas as medidas para assegurar que a fábrica da Boeing que os produziu ficasse muito bem protegida. E por isso “todas as medidas” possíveis fora tomadas. Inclusive, as de contratar designers de Hollywood para construir um bairro falso em cima da fábrica para enganar o inimigo.

Publicidade

Protegendo-a de possíveis ataques aéreos, o “bairro” foi construído em 1944 e retirado um ano após a guerra.

John Stewart Detlie foi o set designer de Hollywood que ajudou a esconder a Boeing Plant No. 2. usando as mesmas técnicas que nos filmes, ruas falsas, calçadas, árvores, cercas, carros e casas foram colocadas no lugar para enganar o ataque aéreo inimigo.

Na década de 1960, os primeiros Boeing 737 foram montados na Planta 2, mas terminaram no vizinho Thompson Site, para onde a produção do 737 foi finalmente transferida.

Na década de 1980, o site foi usado como uma oficina de máquinas, mas isso foi interrompido quando o trabalho mudou para instalações mais modernas.

Em última análise, a estrutura caiu em decadência e em 2010, a Boeing começou a demolição da planta.

Imagem: arquivo Seattle Times

Debaixo dela, 30 mil homens e mulheres estavam construindo cerca de 300 bombardeiros por mês para apoiar a luta contra os nazistas.

O Boeing B-17 em vôo derrubaram mais de 640 mil toneladas de bombas sobre a Alemanha sozinho durante o conflito.

Das 12,731 aeronaves construídas, cerca de cinquenta permanecem atualmente em sua forma completa.

Imagem: arquivo Seattle Times

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Exército dos EUA projetou um bairro inteiro para eliminar possíveis ataques aéreos.

Imagem: arquivo Seattle Times

No telhado da Planta Boeing 2, as árvores e as estruturas de camuflagem eram mais curtas do que uma pessoa normal.

Imagem: arquivo Seattle Times
Imagem: arquivo Seattle Times
Imagem: arquivo Seattle Times
Imagem: arquivo Seattle Times

Uma visão aérea da camuflagem no topo da Boeing Plant 2 mostra que as “ruas” estavam alinhadas com os bairros residenciais reais nas proximidades.

Imagem: arquivo Seattle Times
Imagem: arquivo Seattle Times

Foto aérea do falso bairro da Boeing tirada à cerca de 5000 pés de altura. Isso foi em 1944 ou 1945.

Imagem: arquivo Seattle Times

Milhares de funcionários da Boeing se reúnem na frente da Boeing Plant 2 para cerimônias que marcam a transição da produção B-17 para B-29 em 10 de abril de 1945.

Imagem: arquivo Seattle Times

O primeiro B-52A foi inaugurado na fábrica de Seattle da Boeing em 18 de março de 1954. Para passar pela porta do hangar, a cauda de 48 pés de altura do avião teve que ser dobrada.

Imagem: US Air Force
Imagem: arquivo Seattle Times

Boeing Plant 2. B-17G Flying Fortress cockpits em construção:

Imagem: Bonneville Power Administration

Linha de produção B-17F, Boeing Plant 2, 14 de julho de 1942:

Imagem: arquivo Seattle Times
Imagem: Bonneville Power Administration
Imagem: Bonneville Power Administration

É assim que parece agora:

Créditos da imagem: Google Maps

Fonte: [vintageeveryday]

Publicidade