6 lindos lugares ao redor do mundo que estão sendo destruídos devido ao turismo em massa

0 102

Publicidade

Assim como o turismo é uma indústria lucrativa e que proporciona a muitas pessoas ótimas experiências, infelizmente ao mesmo tempo também causa a superlotação e destruição de recursos naturais.

Publicidade

Veja a seguir 6 lindos lugares que estão sendo destruídos devido ao turismo em massa:

6 – Veneza, Itália

A cidade mais encantadora da Itália começou a afundar, e os milhares de turistas que lotam seus canais só estão piorando as coisas. Durante os verões, há mais de 80 mil visitantes por dia, o que torna o acesso às atrações turísticas quase impossível. Muitos turistas se reúnem em cruzeiros, cujo trânsito impede as vias navegáveis e locais históricos.

5 – Angkor Watt, Camboja

Os antigos templos Khmer do Camboja atraem milhares de turistas a cada ano, o que também está levando à deterioração dessas estruturas patrimoniais. Embora os fundos provindos do turismo estejam sendo investidos na restauração dos locais de Ankor, pichações e danos aos muros ainda destroem o ponto turístico altamente frequentado. Uma dica é incluir algumas regiões menos conhecidas aos seus passeios. O turismo voluntário é uma boa opção se você quiser explorar a beleza de Camboja enquanto continua a contribuir com a comunidade local.

4 – Ilhas Phi Phi

Depois de aparecer no filme “A Praia”, estrelado por Leonardo Di Caprio, as Ilhas Phi Phi entraram na lista de vários viajantes. E, claro, o crescimento do turismo atraiu os desenvolvedores de resorts em grandes quantidades, o que tornou a preservação da terra um enorme desafio. Outra ilha tailandesa popular, Koh Tachai, foi interditada indefinidamente pelos danos causados à natureza.

3 – Barcelona

Autoridades estão bloqueando fortemente certas atividades relacionadas ao turismo, proibindo grandes grupos de turistas em áreas famosas como o Mercado Boqueria, multando os operadores turísticos errantes e proibindo alugueis ilegais. Uma pesquisa recente surpreendente revelou que os habitantes locais estão mais preocupados com o turismo do que à pobreza.

2 – Cuba

A infraestrutura de Cuba não está crescendo mais rápido do que a horda de turistas que aproveitam ao máximo este destino colorido de tirar o fôlego. Restaurantes com preços absurdos, falta de opções de alojamento e a carga econômica de habitantes locais estão fazendo com que o turismo seja mais doloroso do que uma experiência lucrativa para os cubanos. Para evitar hiperlotações, vá para outros lugares além de Havana Moretouristy e tente optar por hospedagem como lares em vez de hotéis.

1 – Cinque Terre, Itália

A pequena e pitoresca aldeia não está equipada para lidar com o súbito êxodo dos turistas. Mais de 2,5 milhões de visitantes visitaram o local em 2016, principalmente devido a cruzeiros e excursões de pesca. Quando o limite de turistas é atingido (rastreado usando pedômetros), o grupo de cinco pequenas aldeias de Cinque Terre é fechado para visitação.

Fonte: Travel Guides & Ideas

Publicidade